Darknet, dark web, deep web e surface web – qual é a diferença?

Você sabe o que é “deep web”? O que o termo evoca em sua mente? Um lugar para hackers divinos onde meros mortais deveriam ter medo de pisar? Um covil de maldade? Nesse caso, pode ser uma surpresa que você use a deep web todos os dias.

Na verdade, embora o termo deep web seja fácil de confundir com dark web e darknet – e estranhamente, o documentário Deep Web era na verdade sobre a dark web – acreditamos que vale a pena desemaranhar o tópico.

Deep web e surface web

A título de ilustração, vamos imaginar a Internet como uma grande cidade. Como qualquer metrópole, ela contém espaços públicos abertos a todos, como ruas, avenidas e parques que você encontrará no mapa. Qualquer um pode ir lá e dar uma olhada; carros de 360 câmeras podem vê-los; e você pode encontrá-los facilmente em um mapa como o MapQuest ou o Google Maps.

Na Internet, esses espaços públicos são conhecidos como surface web. São as páginas e aplicativos da Web, entre outros elementos online que os bots de pesquisa – análogos digitais das câmeras dos cartógrafos – podem indexar. Eles podem conter documentos, arquivos de mídia e muito mais. Qualquer pessoa pode encontrá-los usando um mecanismo de busca e visualizá-los sem pagar, se registrar ou instalar um software especial.

Além das áreas públicas, as cidades têm zonas privadas que exigem uma identificação, ingresso ou convite para acesso. Isso inclui residências, centros comerciais, clubes privados, cinemas e assim por diante. Normalmente, nenhum mapa disponível publicamente mostra o que está acontecendo dentro desses lugares.

A Web também é o lar de muitos cantos que o Google, Bing e outros não examinam. Coletivamente, esses lugares são conhecidos como deep web . E são basicamente todas as páginas da Internet que não podem ser pesquisadas e abertas por meios normais e os cartógrafos de robôs não podem indexá-las.

Se um site exigir que você insira um CAPTCHA para acesso, um bot de pesquisa não será capaz de aprender muito sobre seu conteúdo – o objetivo de um CAPTCHA é eliminar os bots, afinal. Se um artigo está disponível apenas por assinatura, um bot não pode abrir e indexar este artigo porque os bots não têm contas ou dinheiro para pagar a taxa. A leitura de um documento requer uma senha? Novamente, não é para um bot: ele não conhece senhas.

Se algo não pode ser encontrado, mesmo que possa ser aberto, então também pertence à deep web. Se você configurar o Facebook para ocultar seu perfil dos mecanismos de pesquisa, por exemplo, mesmo que um bot o encontre, terá de ignorá-lo. Um mecanismo de busca também não pode processar o conteúdo que uma página da web gera apenas quando a página é aberta e isso varia dependendo de quem a abre. Por exemplo, para visualizar ofertas personalizadas, você precisa ser um usuário com certos hábitos digitais.

Finalmente, o termo deep web também se refere a todo o conteúdo para o qual não existem links da web visíveis ou de superfície. Um robô de pesquisa simplesmente não sabe que esse conteúdo existe; ele encontra novas páginas seguindo os links das páginas já indexadas. Assim como um carro do Google Street View não pode entrar em um pátio privado, os robôs de pesquisa não podem encontrar conteúdo desvinculado.

Como você pode ver, a maior parte da deep web é composta de páginas e documentos inofensivos e até úteis que a maioria de nós usa. Não há nada de errado em estarem fora dos limites para estranhos. Muito pelo contrário.

Dark web e darknets

Tanto na cidade quanto na internet, a privacidade é buscada não apenas por cidadãos íntegros, mas também por aqueles que procuram ocultar suas atividades não totalmente legais. No mundo físico, pensamos que os negócios sombrios acontecem em favelas e antros criminosos – locais selecionados por sua falta de tráfego de pedestres e que não são marcados em mapas públicos. Os endereços e paradeiros de cada covil são conhecidos por um círculo limitado de indivíduos, embora muitos saibam que existem em algum lugar.

Isso é aproximadamente como darknets operam — são redes de acesso restrito usadas principalmente para atividades questionáveis. Os nós de cada darknet individual (servidores, computadores, roteadores) são invisíveis não apenas para os mecanismos de pesquisa, mas também para a maioria dos navegadores porque usam protocolos não padronizados para transferir dados. Nem um link direto nem uma senha permitem que um usuário comum entre.

Juntos, os darknets formam a dark web – geralmente considerada um paraíso para personagens mal-intencionados, como traficantes de drogas, traficantes de armas, golpistas e vendedores de dados roubados. Muitas pessoas sabem que a dark web existe, mas poucos sabem como chegar lá.

Claro, hackers e criminosos não são as únicas pessoas que precisam de sigilo. Dissidentes, ativistas da liberdade de expressão, denunciantes ajudando jornalistas investigativos e muito mais pessoas usam a dark web para escapar da perseguição e se comunicar anonimamente online. Algumas pessoas vão lá para se proteger da coleta de dados online. Existem ferramentas seguras e acessíveis para esse propósito, mas alguns preferem uma abordagem mais radical.

Todos os níveis de segurança na Internet

Não é ruim que os dados sejam enterrados profundamente, invisíveis para aqueles a quem não se destinam. Se, por exemplo, a correspondência corporativa for encontrada em um índice de pesquisa, as consequências podem ser infelizes. É melhor proteger sua parte das profundezas – contas e documentos aos quais só você tem acesso.

● Sempre use senhas fortes e exclusivas. E se você tiver muitas contas para lembrar de todas, use um gerenciador de senhas para ajudá-lo a mantê-las sob controle.

● Sempre confirme se você está exatamente onde deseja antes de inserir suas credenciais online. Por exemplo, se a URL está incorreta ou parece uma confusão sem sentido de letras e números, a página não é confiável.

● Dê acesso a documentos confidenciais apenas para quem realmente precisa deles.

● Evite a dark web, a menos que você se sinta completamente confortável em diferenciar um fórum para ativistas de direitos humanos e outro para hackers.

● Use uma solução de segurança confiável que o manterá longe de problemas onde quer que esteja online.

Fonte: Blog oficial da Kaspersky

Please follow and like us:

Related posts

Leave a Comment