Como evitar riscos virtuais em períodos de educação digital

 André Luiz Dias Gonçalves, 29 Junho 2020

No momento em que a internet se torna a principal ferramenta de ensino, os pais precisam aumentar os cuidados

A crise de saúde provocada pela pandemia do novo coronavírus e a necessidade de distanciamento social para evitar a disseminação da Covid-19 resultaram em inúmeras mudanças no nosso cotidiano. Uma das áreas mais atingidas foi a educação, com as aulas sendo paralisadas em todo o país.

Com a impossibilidade das aulas presenciais, a alternativa escolhida para dar continuidade ao ano letivo foi o ensino pela internet, possibilitando aos estudantes aprender e manter contato com professores e colegas. Porém, como em qualquer atividade online, o uso da web para as aulas também pode trazer alguns riscos, principalmente para crianças e adolescentes.

Como proteger os filhos em um ambiente de fácil acesso, no qual eles podem ser expostos a perigos como invasão de privacidade, assédio e conteúdos inapropriados? Pensando nisso, a Avast separou algumas dicas para ajudar os pais a lidar com os riscos virtuais neste período de educação digital.

Oriente os filhos sobre os perigos do mundo virtual

É preciso alertá-los dos riscos aos quais eles estarão expostos usando a internet com maior frequência. Comente os tipos de comportamento e de pessoa a serem evitados nas redes. Você pode contar, por exemplo, que não se deve compartilhar fotos íntimas da família com desconhecidos nem falar a respeito da rotina da casa, priorizando sempre a privacidade.

Também é importante alertá-los da existência de sites seguros e de outros duvidosos, mostrando como identificar tais diferenças. Destaque ainda a possibilidade de convívio com situações desconfortáveis, incluindo assédio, bullying, tentativas de aliciamento e exposição a conteúdo obsceno em meio à navegação, entre outras.

Imponha limites quanto ao tempo de uso da internet

Por mais que os filhos queiram passar o dia inteiro conectados, especialmente durante uma quarentena, é fundamental estabelecer limites na utilização da internet. Além dos momentos de estudos pela internet, separe alguns horários para a navegação voltada ao entretenimento.

As aulas online foram adotadas por escolas de todo o país durante a pandemia da Covid-19. Fonte: Shutterstock

Dessa forma, é possível equilibrar o uso dos dispositivos conectados à rede com a prática de outras atividades importantes do dia a dia e essenciais para o desenvolvimento, evitando que as crianças se dediquem apenas ao ambiente virtual.

Acompanhe o processo mais de perto

Sugere-se acompanhar de perto o acesso dos filhos à internet, tanto nos horários reservados à educação digital quanto em outros momentos. Para tanto, instale o computador em um local onde seja fácil verificar as atividades que estão fazendo ou esteja próximo a eles durante o uso do celular.

Como nem sempre é possível estar fisicamente perto nessas horas, também pode ser interessante monitorar o acesso dos filhos à rede seguindo estas dicas:

  • verifique o histórico de navegação regularmente;
  • peça a eles para mostrar os novos pedidos de amizade e as conversas com desconhecidos;
  • no caso das crianças, tenha acesso às senhas delas;
  • instale programas de controle dos pais para bloquear o acesso a determinados sites e recursos, limitar o tempo de uso e instalar filtros de conteúdos;
  • use apps de controle também no celular, que permitem inclusive rastrear a localização.

Apresente práticas seguras de navegação

A segurança dos filhos na internet também está relacionada a algumas práticas importantes durante a navegação. Interessadas em explorar o mundo virtual, as crianças normalmente querem clicar em qualquer link na tela, atitude que pode levar a sites falsos e a uma série de implicações. Converse com elas a esse respeito.

Oriente-as também sobre os cuidados com os anexos de e-mails, downloads em sites não confiáveis, bem como o envio de fotos e vídeos pessoais. Outro ponto importante é lembrá-los de não fornecer endereço, telefone e números de documentos na internet.

Vale ressaltar, ainda, a importância do bom comportamento online. Eduque os filhos quanto à postagem de determinados comentários e xingamentos na rede, mostrando a eles quais são os impactos dessas ações.

Utilize soluções de segurança

Outra forma de melhorar a proteção dos filhos na internet é a instalação de soluções de segurança como firewalls e antivírus em todos os dispositivos.

Com esses softwares, é possível detectar e evitar a instalação de códigos maliciosos no computador, no smartphone e no tablet, que podem vir disfarçados em meio a programas baixados durante as aulas ou em links compartilhados por colegas de sala.

Se você ainda não conta com essa defesa, que tal experimentar o Avast Antivírus grátis? Você pode baixá-lo aqui e aproveitar diversas ferramentas para navegar com segurança. E, para uma proteção ainda mais aprimorada contra as ameaças virtuais, há o Avast Premium Security disponível aqui. Este é a melhor opção e ajuda a evitar uma série de perigos.

Fonte: Blog Avast

Please follow and like us:

Related posts

Leave a Comment