5 dicas para fortalecer a segurança no Windows 10

Vamos começar com o controle de quanta informação a Microsoft coleta sobre você

A boa notícia é que não faltam opções de configuração de privacidade no Windows 10. Na verdade, há tantas opções, que a maioria das pessoas não conhece muitas delas! E a notícia ruim, bem… é essa aí mesmo. O volume e variedade encontrados nas configurações são impressionantes. Há opções de ajustes para a webcam, microfone, histórico, contas, e-mails, feedback do sistema e muito mais. Não me entenda mal, tudo isso é importante. Também é bom e conveniente que o Windows 10 permita que tudo isso seja feito. Mas manter o controle do que pode te rastrear parece um trabalho sem fim.

Nesses tempos em que configurações de segurança em dispositivos como smartphones e tablets estão mais sofisticadas e transparentes, o Windows 10, que conta com mais opções de segurança do que qualquer outra versão anterior do Windows, está, de fato, mais sofisticado, mas poderia ter deixado essas configurações mais transparentes. Quando o negócio é segurança, nada deveria ser tão complicado. Mais do que o direito de controlar quem vê seus dados, os usuários também têm o direito de saber quem é que busca por eles.

Se você usa o Windows 10, essa é a sua chance de dominar a privacidade do seu sistema agora mesmo e acabar com certos fluxos de dados desnecessários. É só seguir essas 5 dicas:

  1. Controle o que a Microsoft coleta. Em suas configurações padrão, o Windows 10 coleta diagnóstico de dados específicos sobre seu PC e os envia para a Microsoft. Veja as configurações básicas de diagnóstico e as defina conforme o seu nível de conforto. Mas tenha em mente que a Microsoft utiliza esses dados para manter seu computador atualizado e ajudá-lo com a solução de problemas.
     
  2. Desative experiências personalizadas Nas configurações de privacidade, desative a opção “Permitir que a Microsoft forneça experiências mais personalizadas com dicas relevantes e recomendações usando seus dados de diagnóstico”.
     
  3. Fique anônimo. Em informações da conta, desative a configuração “Permitir que os aplicativos acessem meu nome, minha foto e outros dados da conta”.
     
  4. Desativar rastreamento publicitário. Na seção “Geral” das permissões do Windows, desligue a opção “Permita que os aplicativos usem ID de anúncio para tornar os anúncios mais interessantes para você, com base no uso do aplicativo”.
     
  5. Use software antirrastreamento. Permita que profissionais deixem sua presença online oculta para manter anunciantes longe do seu caminho. O Avast AntiTrack vai adicionar uma nova funcionalidade chamada Sistema de Gerenciamento de Privacidade, que dá controle total sobre a maioria das configurações de privacidade da Microsoft.

Talvez as configurações possam parecer um pouco assustadoras, mas pensamos que elas são importantes e que vale a pena dedicar seu tempo e atenção a elas. No fim das contas, a opção mais importante que sempre teremos enquanto pessoas com vidas digitais é o poder de nos proteger na internet.


A Avast é líder global em segurança cibernética e protege centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Proteja todos os seus dispositivos com um antivírus gratuito premiado. Proteja sua privacidade e criptografe sua conexão online com o SecureLine VPN. Tire os anunciantes da sua frente e oculte sua identidade online com o Avast AntiTrack para ter mais privacidade na web.

Fonte: Blog Avast

Please follow and like us:

Related posts

Leave a Comment